quinta-feira, 26 de julho de 2012

Frases de Rodeio

     O Rodeio é um esporte praticado a tempos no Brasil e pode ser em touros ou cavalos. E consiste na capacidade de um cowboy conseguir permanecer em cima do animal pelo maior tempo possível até atingir o limite de 8' (oito segundos). Tal esporte é praticado em vários países pelo mundo afora, mas com uma enfase maior na América do Norte: Canadá, Estados Unidos da América e México.
A prática é meio controversa, pois devido alguns defensores dos animais o esporte causa maus tratos aos animais, visto que em várias dezenas de cidades pelo Brasil afora o Rodeio é proibido por lei ou por alguma decisão judicial.

     Mas enquanto o evento não é totalmente proibido e ainda arrasta grandes multidões para eventos como a Festa de Barretos - O Barretão todos os anos em Agosto, as frases de rodeios que são citadas durante os eventos ficam marcadas e levam diversão e sorrisos a muitas pessoas. Busquei na grande rede por algumas delas e eis que as coloco para a apreciação de vocês.

Frases de Rodeio

Tenho dois amores nessa vida, sem haver traição,
Um dos amores eu trago no peito e outro no coração,
Sou duplamente apaixonado e muito bem amado
E assim a minha vida rola,
Um dos amores é minha mulher e o outro a minha viola...

Tatu mora no buraco, aranha mora na teia,
Se for pecado namorar mulher bonita me perdoe a mulher feia.

Sou filho de fazendeiro, de prefeito sou afilhado,
Tenho tio engenheiro e amigo deputado,
Não me apego ao dinheiro, de briga estou cansado,
Sou humilde, sou vaqueiro, em Brasilândia de Minas fui criado.

Espora no sovaco dinheiro é fraco, espora no pescoço dinheiro é grosso.

No dia em que eu for bravo e pego pra educar,
Boi bato na cabeça, cavalo eu bato na pá,
Mulher bato no traseiro e homem aonde o pau pegar.

 Minha gente eu vou pro céu já paguei os meus pecados.
Já sofri muito na terra agüentando meu cunhado!
Ele chegava sexta-feira pedindo dinheiro emprestado.
Toma conta da minha casa e isso me deixa danado!
Quero ver televisão, meu lugar tá ocupado,
Lá está o bicho de cuecas no sofá esparramado.
Sai vestindo minha roupa sem nem dizer obrigado,
Enche a cara no boteco deixando pra mim o fiado.
Já falei pra minha mulher tá todo mundo avisado,
Espanta logo esse bicho ou eu dou um fim no desgraçado!

Pra fazer tudo que eu gosto não tem lugar e nem horário,
Moro embaixo do chapéu não carrego calendário,
Minha linguagem é simples não conheço dicionário,
No rodeio sou doutor, mas na vida só fiz o primário.

Hôôô mulher, vem ser a azeitona da minha empada,
Casando comigo você nunca pega na enxada,
Só que vai ter que fazer amor de manhã até a madrugada.

A paixão proibida é mais ou menos assim,
Da loira eu quero um abraço e da morena eu quero um beijo,
Depois eu quero as duas pra matar o meu desejo.

O sábado a noite é uma criança, me deixa ser o brinquedo,
Não sou eu que durmo tarde é o sol que nasce cedo.

Hôôô morena da sobrancelha de veludo,
O seu pai não tem dinheiro sua beleza compra tudo,
Revólver tem que ser Shimidt e embornal tem que ser de couro,
Namorada de cowboy tem que ter o cabelo loiro.

Hôôô coração que vai batendo acelerado,
É só ver mulher bonita e já fica apaixonado,
Coração não me deixa sem sofrimento,
Pois eu sinto por fora o que você sente por dentro
Coração vive batendo e eu sofrendo no desengano,
Por causa desse amor eu sigo esse mundo chorando.

Eu nunca vi mudo falar, surdo escutar, cego enxergar.
Mas já vi muita mulher pequena fazer homem grande chorar.

Cavalo eu puxo no toco, burro eu puxo no moirão,
Gosto de uísque, mas cerveja é minha paixão,
Sou gamado na loira, mas da morena não largo não...

Oh! rapaziada a pamonha é feita com sua própria palha
E o cigarro com a palha da pamonha.
Gosto da mulher sincera, mas não rejeito uma sem-vergonha!

Sou mel na boca das moças, um veneno “pras” casadas.
Sou tormento pros homens e um calmante “pras” desquitadas!

Tem três coisas na vida que meu coração odeia:
Cerveja quente, boi doente, e mulher da gente.
Também tem três coisas que meu coração palpita:
Cerveja gelada, boi na invernada, e mulher pelada. Segura Peão!

A folha da bananeira, de verde ficou madura,
Quem namora com mulher casada, não tem a vida segura
A cada passo que dá é a caminho da sepultura.

Não importa se é loura de cabelo liso, ou morena do cabelo cacheado,
É só me dar um sorriso que eu já fico apaixonado.

Não sei se devo, não sei se posso te levar pra cama, apertar seus ossos,
Fazer um filho e falar que é nosso.

Mulher é mesmo uma coisa estranha,
Tem na ponta da língua o veneno da cobra “piçanha”,
Deixa rico na miséria e o pobre sem vergonha.

Hôôô morena, quando eu passo em frente da sua casa vejo sua calcinha na janela,
Vendo ela sem você imagino você sem ela.

Eu sou a borboleta que voa contra o vento,
Quem eu amo não me ama, quem me ama perde tempo.

Hôôô Juares, bebo da branca pra esquecer a Bianca, bebo da amarela pra esquecer a Maristela, bebo Brahma lembrando que alguém me ama, misturo com limão pra não lembrar do Ricardão, misturo com “cinzano” pra esquecer do pé de pano.

Hôôô Aparecida do Taboado, onde fiquei 60 dias apaixonado,
As três coisas que me incomoda: mulher ciumenta, mulher chorando e cavalo rodando.

Eu não bebo por vício/ Eu não bebo por nada/
Só bebo porque no fundo do copo/ Vejo o rosto da mulher amada.

Enquanto houver, num pôr do sol derradeiro
O som de um berrante alertando o crepúsculo,
Uma cerveja no copo deleitando o boiadeiro
E a proteção divina para os sertanejos, haverá um rodeio.

Se o mundo fosse perfeito, Ninguém ficaria só Beber não seria defeito,
Toda música seria sertanejo e forró
E mulher não queria homem direito... Pra poder arrochar o nó!

Pra quem não me conhece, Eu vou me apresentar:
Eu sou Nilton Silveira, A mulherada vai gritar,
Pra os apaixonados vou dizendo...
Se a pinga for da boa, Vamo nóis lá entorna,
Se a Mulher for Loira, Eu já vou me apresentar,
Se o rapaz é cachaceiro, Já arrumou um companheiro. CABA NÃO PINGÃO...

Festa de Rodeio começa na Quinta-feira,
com cerveja gelada, mulher bonita e poeira,
E o desquite cavaleiro vem na Segunda-feira. Arrepia Povão...

É aquele velho ditado... O mundo virou fumaça,
Dinheiro, Homem não tem, Mulher não faz amor de graça,
A Solução do vaqueiro é enfiar a cara na Cachaça...

Tudo o que começa termina... Chego ao Rodeio na Quarta,
Segunda estou partindo, esta é a minha sina.
Durante as quatro noites tomo cerveja, uísque e me preparo comendo amendoim.
Por que no Domingo com certeza a mulher tira a roupa e vem pra cima de mim,
Vem, mas vem com jeito, que aqui não é fácil não moçada...

Pra mim fazer esse disco viajei 70 léguas no lombo de uma preá/
Tirei um caminhão atolado com uma junta de gambá/
Com duas garrafas de uísque fiz um bujolo trabalha/
O violão sem corda na minha mão eu já fiz pontiar/
Sapateei em cima da água e fiz a poeira levantar/
Caminhei por debaixo d’água igual peixe não sei nadar/
Sou filho de cobra verde, mas neto de cobra Coral.

Na minha horta eu ponho esterco, na cana adubo e vinhaça,
Da mina eu tiro água boa, do engenho a cachaça,
Não tem o que a mulher quer que o cowboy não faça...

Boi que pula rodando, mulher que faz amor gritando
É porque tem sempre um peão por cima cutucando.

Meu amigo foi lá em casa e levou a namoradinha
A coitada era tão magra que nem bunda ela tinha
Tirei uma conclusão, pra quando for arranjar a minha
Mulher pra ser gostosa, tem que ser meio gordinha.

Hoje recebi uma carta que acabou com meu tormento
Ela dizia que minha casa pegou fogo e minha sogra estava dentro.

Ohh! Morena faz uma vez comigo amor igual faz o gato.
Começa em cima do muro e termina debaixo do mato.

Se o céu fosse uma Arena, cada estrela era um peão
O cometa era o touro e a morena meu coração.

Ohh!! Mulher não sei devo não sei posso, te levar pra cama e apertar seus ossos
Pra fazer um filho e falar que é nosso.

Loira, se eu fosse cozinheiro, te dava um prato de sopa
Mas sou cowboy de rodeio, vem cá que te dou um beijo na boca.

Sapateia mulher feia, Porque as bonitas não dão descanso
Se tu casar comigo, te dou uma D20, um papagaio e um casal de ganso
Se a D20 não andar, se o papagaio não falar, sou eu que te afogo o ganso.

Os cowboys gostam de festa e de muita folia
Quando vamos pro bailão só paramos no raiar do dia
Beber cerveja bem gelada é nossa mania
Mas se só tiver cachaça bebemos com a mesma alegria
Boi magro e mulher santa com a gente não se cria
Porque ‘nóis’ gosta é de muito boi gordo e putaria.

Ô morena do cabelo de veludo debaixo da tua sai tem um bicho cabeludo
Se você marca comigo... Eu como com cabelo e tudo!

Carro sem roda não anda bêbado deitado não cai
Chifre de corno não fura e cachaça da pura não vai.

 Eu conheço uma cidade, uma cidade que reluz
De dia falta água e de noite falta luz
Se lá tiver alguma mulher virgem é milagre de Jesus!!

Pneu é preto, mas não é café... Eu sou bom de bola e também no pé...
‘Tô’ chegando da cidade de Bagé... Mando um abraço pros homens e beijo pras ‘mulher’.

O homem faz coisas que até Deus duvida, já faz muito tempo que eu estou nesta vida rodeio, cachaça, mulher, viola e briga porta de buteco e casa de rapariga garrafa destampada e mulher de perna ‘pra riba’!

Tem quatro coisas que meu coração palpita/
Touro que pula rodando e a voz do locutor que agita/
Cavalo bom de sela e beijo de mulher bonita.

 Meu quarto de milha é preto/  Meu manga larga é baio/
Quando eu entro no rodeio dificilmente eu saio/
Dinheiro eu ganho bastante Trago dentro de um balaio/
Tenho loira de namorada E morena de quebra ‘gaio’.

 Eu nasci pra ser bruto e isso vocês verão/
Chicote não me doma, muito menos no bridão/
Meu coração é de pedra, aqui não tem chamego não/
Porque sou um indomável, de sangue e de coração.

Do milho eu faço a pipoca e da palha eu faço o colchão
A morena eu amo na palha e a loira eu amo no chão.

Sou homem, mas não sou sortudo
Gostaria de ser mesmo um sapo
Esse sim, come a perereca toda noite
E vive como um rei do lago.

 Na segunda eu planto a cana
Na terça a cana amanhece crescendo
Na quarta eu colho a cana
Na quinta mando pro engenho
Na sexta eu faço a pinga
No sábado eu amanheço bebendo
No domingo minha mãe diz: “Meu filho para de beber”
Nessa sina eu sigo bebendo até morrer
Da garrafa eu faço a vela, da prateleira eu faço o caixão
Eu quero mais é que me enterrem com um copo de pinga na mão!

Já peguei touro no laço e de rodeio fui campeão
Mulher é comigo mesmo, nunca fiz objeção
Seja loira ou morena, pode vir que eu acho “bão”
Sou neto de caipira, mas filho de Ricardão!

Tem homem que tem 7 namoradas e acha que é o ‘bão’,
Mas isso não passa de uma ilusão,
Porque quem acaba ficando com elas é o Ricardão!

Para quem não me conhece irei me apresentar:
Sou homem com H não envergonho a raça,
Mulher que não pega fogo, faço ela soltar fumaça.”


Ps: Lembro ainda que as frases não são minhas e foram todas retiradas da internet, caso alguém se sinta no direito de reclamar e solicitar que a mesma seja retirada ou seja devidamente referendada, farei com a maior presteza.
Pense o Amanhã

Postado por: Nilton Silveira

2 comentários:

Portal de blogs Teia disse...

Muito legal essas frases de boiadeiro
Post divulgado no Portal Teia
Até mais

Anônimo disse...

Lendo algumas frases de Rodeio voltei a me animar
Comecei a lembrar de festas boas e das cachaças de um bar
Ainda estou mal por ela, pois ela não liga pra mim
Preciso tocar um putero ou hoje será o meu fim.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...





Receba todas as atualizações através do Facebook. Basta clicar no botão Curtir abaixo!

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets