quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Todos Merecem uma Segunda Chance

     Eu fui à igreja uns dias atras com minha mãe e durante o sermão o Pastor que ministrava a palavra naquela noite contou uma parábola muito interessante e que me emocionou muito. A parábola é um apelo para aquelas pessoas que às vezes acham que não tem mais jeito, que agora é o fim, mas todos podem ter uma segunda chance com um ótimo recomeço.
     Ela fala sobre um pai muito rico que tinha um filho, mas sabia que estava prestes a falecer e deixaria sua fortuna nas mãos de um filho que, com certeza não saberia administrar toda a riqueza que possuiria, pois seu filho vivia nos prazeres mundanos a esbanjar a riqueza, então o pai...
     Ta bom, eu pesquisei e encontrei a Parábola e neste momento vou postá-la pra vocês:


Certo dia um fazendeiro muito rico, levantou bem cedo, foi até um celeiro e construiu uma forca de madeira, depois mandou chamar seu único filho e lhe disse:
-Um dia eu morrerei meu filho e, quero que você me prometa uma coisa...
E seu filho lhe respondeu:
-Diga eu pai!
-Se depois que eu morrer você gastar tudo o que eu tenho em festas e não tiver mais solução, se você tiver falido vai me prometer que vira até essa forca colocara essa corda no pescoço e tirará a sua vida.
Seu filho espantado lhe respondeu:
-Meu pai, acha mesmo que eu irei perder tudo isso, é muito dinheiro, além do mais,o senhor me ensinou muito bem como administrar os negócios, não irei falir a sua fazenda!
E o fazendeiro insistiu:
-Me prometa agora...
Então seu filho lhe disse:
-Certo meu pai, eu prometo que se gastar todo o dinheiro, e não tiver mais nenhum recurso, virei até esse celeiro e me enforcarei.
Passado alguns anos seu pai faleceu, e o filho começou a dar festas em sua casa, não se importando com a administração da fazenda, até que um dia, ele não tinha mais dinheiro, então começou a vender tudo o que tinha para poder sobreviver, até que se acabaram todos os seus recursos, e lhe sobrou apenas a fazenda para ser vendida e lembrou da promessa que fez a seu pai, e disse:
- O senhor tinha razão meu pai, eu fui inconseqüente e perdi tudo o que o senhor levou a vida inteira para construir, não me resta mais nada a não ser cumprir a promessa que te fiz ainda em vida; vou até o celeiro para me enforcar...
No caminho para o celeiro ele pensou: "Que bom seria se eu tivesse uma segunda chance, não gostaria mais em festas, e cuidaria melhor dos negócios do meu pai, mais agora é tarde demais, só me restou essa corda...”
Passando a corda em seu pescoço, em lágrimas, derrubou o banquinho onde estava para se enforcar, e com o peso do seu corpo a forca se quebrou, e havia dentro dela rubis e todos os tipos de pedras preciosas e um bilhete de seu pai escrito:
"Aqui está a sua segunda chance, aproveite bem!!!"



Nilton Silveira Estudante de Administração de Empresas 6º período.

5 comentários:

Blog Teia disse...

Olá.
Post divulgado no blog Teia.
Até mais

Nação Esmaltada disse...

é verdade, se é pra fazer algo certo sim, devemos sempre dar e ter segundas chances! beijos
http://nacaoesmaltada.blogspot.com/

Mari Queiroz disse...

amo essa parábola...

Mari Queiroz disse...

Amo essa parábola..faz agente refletir muito

Raquel Fernandes disse...

parábola muito linda mesmo, que isso sirva para termos mais amor ao proximo, sabermos perdoar e sempre que perdoamos estamos dando uma segunda chance...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ofertas

Receba todas as atualizações através do Facebook. Basta clicar no botão Curtir abaixo!

Powered By | Blog Gadgets Via Blogger Widgets